Imprimir

Os hospitais e as maternidades de Petrópolis poderão ter que orientar sobre primeiros socorros em casos de engasgamento, aspirações de corpos estranhos e prevenções de mortes súbitas de recém-nascidos. A Indicação Legislativa 0028/2020, de autoria do vereador Marcelo da Silveira (MDB), foi aprovada em sessão realizada por videoconferência nesta quinta-feira (25.06). A proposta segue, agora, para a Prefeitura.

A expectativa é que o governo municipal envie à Câmara um Projeto de Lei tornando obrigatória que as unidades de saúde com esse perfil ofereçam o treinamento às famílias dos recém-nascidos. Pela proposta, as orientações deverão ser ministradas antes da alta do recém-nascido. A adesão, porém, é facultativa às famílias.

“Ter alguém no momento do ocorrido com conhecimento para prestar o socorro pode evitar a morte por asfixia ou, ainda, a passagem de alimento para o sistema respiratório, o que pode ocasionar infecções”, justifica o vereador autor da proposta, Marcelo da Silveira, na indicação.

De acordo com a proposta, os hospitais e maternidades deverão informar aos pais ou responsáveis sobre a existência da disponibilidade do treinamento já durante o acompanhamento pré-natal. Caberá às unidades decidir se o treinamento individualizado ou em turmas.